Onde dormir no Caminho de Santiago

Embora os albergues continuem a ganhar popularidade quando se trata de passar a noite no Caminho de Santiago, existem outras opções que pode considerar se quiser viver uma experiência diferente, seja em grupo ou sozinho.

Mostramos aqui as diferentes opções que o Caminho de Santiago oferece para passar a noite. Desta forma, você pode se organizar de acordo com o que mais deseja e reservar com antecedência quando achar conveniente.

Quer fazer o Caminho de Santiago?

Confie na melhor agência para organizar a sua viagem. Deixe os seus dados e nós iremos enviar-lhe informação sem qualquer compromisso.


Os seus dados vão ser comunicados à Pilgrim Travel S.L. , e esta empresa vai gerir a sua solicitação. Para exercer os seus direitos de limitação do tratamento, consulte a política de privacidade. Dados recolhidos por Premium Leads S.L.

Da mesma forma que organiza a sua mochila, as suas etapas ou qualquer outro aspecto do Caminho de Santiago, também deverá planear as suas noites e ter a certeza de onde vai descansar no final de cada dia.

É por isso que lhe vamos falar sobre as possibilidades que tem de passar a noite durante o seu passeio, para que possa escolher a que melhor lhe convém de acordo com as suas preferências ou o seu orçamento.

Dormir em albergues durante o Caminho de Santiago

Quando se trata de passar a noite, os albergues ainda são a opção preferida pela maioria dos peregrinos. Não só é o tipo de alojamento mais comum nos diferentes Caminos de Santiago, como também se localizam normalmente em pontos-chave ao longo do percurso. E não esqueçamos que são a opção mais barata, quer estejamos a falar de albergues públicos ou privados.

Mas os albergues não são o tipo de alojamento mais popular apenas devido à sua localização ou preço. Também facilitam o contacto com outros peregrinos que seguem o mesmo itinerário, permitindo-lhe partilhar experiências e participar em conversas após um longo dia de caminhada. E, especialmente se fizer o Caminho sozinho, será algo que acabará por apreciar.

Se este é também o tipo de alojamento que procura, estes são os diferentes tipos de albergues que encontrará no Caminho de Santiago:

Também conhecidos como albergues públicos, estes tipos de albergues pertencem à câmara municipal ou à comunidade autónoma. São uma opção mais barata do que os albergues privados (a partir de 5 euros por noite) e certamente encontrará um em cada fase.

No entanto, albergues deste tipo enchem-se rapidamente, não só devido ao seu preço mas também porque não lhe permitem reservar com antecedência ou ficar por mais de uma noite. Os beliches são atribuídos por ordem de chegada: se fizer o Caminho de Santiago a pé terá preferência sobre os peregrinos que o fazem de bicicleta, mas mesmo assim, se este for o tipo de alojamento que procura, não deve esperar até ao último minuto. Recomendamos que tente sair mais cedo para chegar a tempo de conseguir um beliche.

Os albergues paroquiais fazem parte da Igreja e, como o seu nome sugere, são da responsabilidade da paróquia onde se encontram. São também uma opção muito económica, porque não têm um custo fixo: os peregrinos que ficam neste tipo de albergues simplesmente deixam uma doação.

Como não há custo mínimo ou fixo para passar a noite e como tendem a ter menos camas do que os albergues privados e públicos, os albergues paroquiais enchem-se mais rapidamente do que qualquer outro. Portanto, se existe um tipo de albergue para o qual é necessário ser especialmente rápido e chegar antes do resto dos peregrinos, será para qualquer albergue paroquial.

Nos últimos anos, o número de albergues privados aumentou consideravelmente, respondendo à crescente procura por parte dos peregrinos. É por isso que em caminhos movimentados, como no caso do Caminho Francês ou do Caminho Português, encontrará várias opções de albergues privados em cada etapa, sem normalmente ter muitos problemas para conseguir um beliche.

Este tipo de albergues tem um custo mais elevado (entre 10 e 18 euros), oferecem o mesmo tipo de alojamento que o resto dos albergues (quartos comuns com beliches, embora também se possa optar por um quarto privado em alguns deles), mas têm serviços extra que os tornam mais confortáveis: máquina de lavar e secar roupa, aquecimento e ar condicionado, ligação Wi-Fi, ou mesmo uma piscina.

Pousadas, Pensões, Hotéis e Motéis

Se preferir fazer o Caminho de uma forma mais confortável, pode sempre optar por reservar as suas noites num hotel, hostal ou pensão. Não se deixe influenciar pela opinião de outros peregrinos: nem todos são capazes de dormir com tanta gente e o descanso é importante. Se precisar reservar uma noite fora de um albergue ou se preferir esta opção para todo o Caminho, é uma decisão válida.

As vantagens deste tipo de alojamento, para além de lhe oferecer mais conforto e intimidade que os albergues, é que também pode contar com camas mais confortáveis e outros serviços mais exclusivos: pequeno-almoço incluído, lavandaria, casa de banho privada... Talvez até jacuzzi ou serviços de massagem se precisar relaxar os seus músculos.

Se vai optar por este tipo de alojamento, a nossa recomendação é que reserve com antecedência ou obtenha conselhos de uma agência que lhe possa dizer as melhores opções em cada etapa, pois não serão tão fáceis de encontrar como os albergues dos peregrinos. Pode até ter de se desviar um pouco da rota para os encontrar.

Dormir em casas rurais

Uma casa rural é outra boa opção para passar a noite, especialmente se for fazer o Caminho de Santiago em grupo, uma vez que será bastante barata e só partilhará quartos com pessoas em quem confia.

Pernoitar em uma casa rural permite que você aproveite a experiência do Caminho de Santiago de outra forma. Talvez de uma forma mais autêntica e charmosa, já que esses tipos de casas representam as casas típicas da região por onde você está passando, para que você se sinta um local.

As casas rurais estão normalmente em perfeito estado e oferecem todo o conforto de que necessita. Terá privacidade e todos os serviços que procura para se sentir em casa. É por isso que é uma boa opção passar a noite, especialmente quando já se está na Galiza, onde são característicos e bastante económicos. Uma opção ideal para desconectar com o seu grupo de amigos ou família.

Ir
acampar

A última alternativa que propomos para passar a noite durante o Caminho de Santiago é acampar e dormir ao ar livre. Muitos peregrinos escolhem esta forma de passar a noite para se sentirem em contacto com a natureza e viverem uma experiência mais única, se possível, embora tenham sempre de ter em conta as condições meteorológicas.

Também tem a possibilidade de alternar e deixar as noites de acampamento para ocasiões especiais, quando não está demasiado cansado, as temperaturas exteriores sejam especialmente boas ou simplesmente queira dormir ao ar livre. Dias e noites de viagem te esperam, então nada melhor do que variedade para aproveitar ao máximo a experiência que o Caminho de Santiago oferece.

Lembre-se que embora esta noite seja gratuita porque não pagará alojamento, não terá os serviços que encontrará em qualquer pousada ou casa de hóspedes, tais como um chuveiro ou máquina de lavar roupa para o seu troco diário. Tenha isto em mente antes de se entregar completamente à aventura e à natureza.